Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Brasil

Notícias | postado por: Mascarenhas

O ex-presidente Lula comentou as declarações do governador da Bahia, Rui Costa, à Veja em entrevista exclusiva à Revista Fórum nesta quarta-feira (18). Lula ressaltou que é necessário se preparar para uma entrevista e advertiu o governador: "ele tem que saber que o Brasil é totalmente diferente da Bahia”

O editor da Revista Fórum, Renato Rovai, questionou Lula sobre o episódio: "o senhor disse em entrevista com a BBC que não lê a Veja há 30 anos, mas na semana passada o governador Rui Costa (da Bahia) deu uma entrevista pra Veja que causou muita polêmica. O senhor leu essa entrevista?".

"Eu vi. Quando se trata da Veja, eu prefiro não ver e peço para alguém conversar comigo. Eu acho que as pessoas precisam se preparar para as entrevistas, as pessoas têm que falar menos a palavra “eu” e falar mais a palavra “nós”, respondeu Lula.

O ex-presidente falou que o governador precisa avaliar que as alianças dentro da Bahia são diferentes das feitas a nível nacional. "O Rui Costa, quando ele dá entrevista, dá muito em função das coisas que aconteceram na Bahia, da aliança dele na Bahia. Ele tem que saber que o Brasil é totalmente diferente da Bahia. Ele tem que saber que parte dos aliados que ele tem na Bahia, são inimigos do PT em nível nacional, que não votam com o PT e não votaram com a Dilma. Ele tem que saber. E nem por isso o PT impediu que ele fizesse aliança. Se é uma coisa regional, faça". 

"Mas uma impressão que eu tenho que é quando ele dá entrevista é a partir da lógica do mundo dele. Mas ele tem que pensar um pouco no Brasil, para ele perceber que as pessoas que estão com ele na Bahia, não estão com o PT no maior lugar do Brasil, porque as pessoas têm outros compromissos", completou.

Apesar das críticas, Lula também elogiou o governador. "Agora, o Rui é uma pessoa que eu gosto muito, é um cara preparado, um companheiro que o Jaques Wagner apostou nele… Você sabe que eu tinha um candidato na Bahia que era o José Sergio Gabrielli (ex-presidente da Petrobrás). Mas não deu certo e o Jaques indicou o Rui, que está fazendo um bom governo. De vez em quando tropeça, porque todo mundo que governa tropeça aqui, tropeça ali, mas acho que o Rui é um bom cara. Toda vez que você for dar entrevista, tem que estar preparado para as perguntas que são casca de banana. Eu vi a entrevista...". A entrevista com o ex-presidente irá ao ar, na íntegra, na última  quinta-feira (19) a partir das 21h no canal da Fórum no YouTube. Pré-título, aspeado, Tvsaj. Matéria, Tribuna da Bahia. Foto, Manu Dias. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

O Bahia voltou a perder no Brasileirão. Na noite de hoje (21), o tricolor foi superado pelo placar de 2x1 pelo Corinthians. Os gols do jogo foram marcados por Vagner Love e Clayson, com Gilberto descontando para o Esquadrão.

A partida ficou marcada por polêmicas da arbitragem. Um pênalti a favor do Bahia não foi marcado mesmo com auxílio do árbitro de vídeo aos 31 minutos do 1º tempo. Nove minutos depois, aos 40, pênalti a favor do Corinthians. Vagner Love bateu e converteu.

Aos 18 minutos do segundo tempo, a arbitragem marcou pênalti para o Bahia após falta de Gregore em Clayson. Gilberto marcou e empatou o jogo. Mas, aos 29 minutos da etapa final, Pedrinho lançou Clayson e o atacante conseguiu mandar a bola para as redes. Placar final: Corinthians 2x1 Bahia.

Com o resultado, o Bahia quebra uma sequência de nove jogos seguidos sem perder. O tricolor fica com 31 pontos e ocupa a 7ª colocação. A próxima partida será na quarta-feira (25), às 21h30, na Fonte Nova, contra o Botafogo.

Notícias | postado por: Mascarenhas

 

A Secretaria de Defesa Agropecuária atualizou hoje (17) de agrotóxicos liberados no Brasil, com 63 substâncias adicionadas. Dessas, 7 são novos defensivos e outras 56 são ingredientes genéricos ativos que já estavam na relação de produtos disponíveis no país.

A atualização foi publicada no Diário Oficial da União. Com as liberações, agora são 325 agrotóxicos registrados, sendo 310 genéricos e 15 novos ingredientes ativos.  

“Nos últimos anos, diversas medidas desburocratizantes foram adotadas para que a fila de registros de defensivos ande mais rápido no Brasil. O objetivo de fazer a fila andar é aprovar novas moléculas, menos tóxicas e mais ambientalmente corretas, e assim substituir os produtos antigos, além da liberação de produtos genéricos”, diz o informe divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil. Pré-título, aspeado, Tvsaj. Matéria, Metro 1. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

O número de aulas para tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vai ser reduzido a partir desta segunda-feira (16). A mudança determinada pelo governo federal em junho passado também altera o processo para obter a ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotor), documento exigido para guiar cinquentinhas, como são conhecidos os ciclomotores com motor de até 50 cm³.

Entenda as mudanças em detalhes: 

CNH (categoria B, carros) 

Acaba a exigência de uso do simulador nas autoescolas para quem quiser tirar a CNH na categoria B. Fazer aulas no aparelho passa a ser facultativo;
com isso, cai o número de horas/aulas obrigatórias. Ele passará de 25 para 20 horas. É a mesma carga-horária de antes de o simulador ter sido adotado. 

ACC (cinquentinha) 

Durante 1 ano, quem quiser guiar cinquentinhas poderá fazer as provas teórica e prática sem ter feito aulas. Somente se for reprovado, terá de passar por aulas práticas;
A partir de setembro de 2020, voltam a ser exigidas as aulas, mas o número vai cair de 20 para 5 horas, sendo que uma delas dever ser noturna.
No exame prático, o candidato poderá usar seu próprio ciclomotor — desde que o veículo tenha, no máximo, 5 anos de uso. 

Rio Grande do Sul mantém simulador 
Por decisão liminar, em agosto, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), manteve a obrigatoriedade de realizar aulas em simulador para obter a CNH no Rio Grande do Sul.
A ordem foi dada após uma ação movida pelo Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do estado (SindiCFC-RS). Essa solicitação tinha sido negada em primeira instância. 

Governo diz que custo vai cair 
Na época em que as alterações para habilitação foram anunciadas, o governo disse que elas tinham como objetivo desburocratizar esses processos e reduzir custos.
"O simulador não tem eficácia comprovada, ninguém conseguiu comprovar que é importante para o condutor. Nos países ao redor do mundo não é obrigatório, mesmo em países com excelentes níveis de segurança no trânsito", disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, em junho.
O secretário-executivo do ministério, Marcelo Sampaio, disse que esperava que autoescolas que saíram do mercado pudessem voltar com o fim do simulador, o que, segundo ele, também deve contribuir para baixar os custos para tirar habilitação. 

Críticas de especialistas 
As mudanças foram criticadas por especialistas em trânsito. “Quando reduzimos a carga para baratear custos, aumentamos o risco de acidentes no futuro, e, como consequência, aumentar custos na área da saúde, por exemplo”, afirmou Renato Campestrini, gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária.
Para Mauricio Januzzi, advogado especialista em direito do trânsito, “o governo está tirando algumas áreas essenciais para formação do condutor, em detrimento de um custo mais baixo”.
“Talvez, em nome da 'desburocratização', tenhamos um cenário triste com o aumento de acidentes e mortes no trânsito”, disse Flavia Vegh Bissoli, vice-presidente da comissão de trânsito da OAB-SP.
Para o presidente do Sindicato das Autoescolas do Estado de São Paulo, Magnelson Carlos de Souza, desburocratizar o processo é positivo, mas os condutores deveriam continuar fazendo aulas em simuladores.
“O simulador tem algumas vantagens. Ele é mais rápido e mais barato. Se somar as duas coisas, não tenho dúvidas de que ele [o aluno] vai optar pelo simulador. Mas o mercado é quem vai moldar”, afirmou.
No início deste mês, o Instituto Latinoamericano de Segurança Viária (Ilasv), com sede no Rio Grande do Sul, pediu à Justiça que anulasse a resolução. 

Mudanças no Código de Trânsito 
Também em junho passado, o governo federal propôs outras mudanças no Código de Trânsito, mas que precisam ser aprovadas pelo Congresso, entre elas o aumento da pontuação máxima para suspensão da CNH por infrações e o fim da multa para quem transportar crianças sem cadeirinha. Não há previsão de quando elas serão analisadas.Foto divulgação. Globo.

Notícias | postado por: Mascarenhas

O senador Angelo Coronel (PSD-BA) relatou à coluna de Bernardo Mello Franco, do jornal O Globo, que a ameaça mais agressiva que recebeu após a instalação da CPMI das Fake News foi a que prometia “encher sua boca de chumbo”.

A mensagem foi encaminhada à Polícia Legislativa, que reforçou a proteção ao parlamentar.

"É um negócio assustador. Nunca vi nada parecido”, disse o senador.

Notícias | postado por: Mascarenhas

As agências da Caixa Econômica Federal (CEF) estarão abertas neste sábado (14), excepcionalmente, para a liberação do saque de até R$ 500 em contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O funcionamento será das 9h às 15h do horário de Brasília. 

Além disso, segundo a Agência Brasil, unidades do banco também vão funcionar em horário estendido na segunda (16) e na terça-feira (17). Com isso, agências que normalmente abrem às 11h, estarão abertas a partir das 9h, agências que abrem às 10h, começarão os atendimentos às 8h, e agências que abrem às 9h, também abrirão às 8h e terão uma hora a mais no final do expediente. Em último caso, as agências que já abrem às 8h vão estender o expediente em mais duas horas. 

O pagamento dos recursos começou a ser feito na sexta (13), seguindo o calendário de mês de nascimento dos beneficiários. Assim, nascidos entre janeiro e abril recebem primeiro. No dia 27 deste mês, os beneficiados serão os nascidos de maio a agosto e, no dia 9 de outubro, será a vez dos nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Notícias | postado por: Mascarenhas

O Tribunal Regional Federal (TRF) suspendeu a liminar da Justiça Federal que proibia os frigoríficos de abater jumentos na Bahia. A ação estava em vigor desde dezembro do ano passado e atendia ao pedido de grupos defensores dos animais que denunciaram maus-tratos em um frigorífico da cidade de Itapetinga (BA).

Segundo informações do vice-presidente do TRF, de Cássio Marques, a liminar da Justiça Federal feria a economia pública, porque a suspensão do abate interrompe atividades e comercialização de produtos e também promove um déficit na geração de emprego e renda.

No dia 11 de setembro, uma fazenda de criação de jumentos de Itapetinga foi interditada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente após denúncias de maus-tratos aos animais. A estimativa é de que cerca de 200 jumentos tenham morrido no local.Foto : Pixabay.Bahia Noticias

Notícias | postado por: Mascarenhas

Usuários do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), conselhos municipais, entidades, associações e profissionais se reuniram na última terça-feira (10) na 12ª Conferência municipal de Assistência Social de Santo Antônio de Jesus. 
Com o tema: “Assistência Social: Direito do Povo com Financiamento Público e Participação Social” a conferência, realizada no Centro Comunitário São Bendito, contou com a participação do Dr. Gustavo Pereira, representante da Defensoria Pública no município e da Cap. PM Paula, Subcomandante do 14º Batalhão de Polícia Militar. 
Os participantes, ouviram testemunhos de usuários do SUAS como Dona Jaires, ex-dependente química que recebe atendimento psicológico no CREAS, acompanharam a palestra magna, e foram divididos em eixos temáticos para discutir propostas a serem levadas para plenária. No fim da programação, foram eleitos os delegados que vão levar as propostas para a etapa estadual da conferência. 


 

Notícias | postado por: Mascarenhas

O Superior Tribunal Militar (STM) gastou cerca de R$100 mil em passagens e hospedagem de três ministros em férias coletivas na Grécia, em julho deste ano. Eles participaram de um seminário, promovido por uma entidade privada, em Atenas, no Athens Plaza Hotel, um estabelecimento de cinco estrelas, que oferece diárias de R$ 2.800 a R$ 10 mil, além de taxas.

O presidente do STM, almirante Marcus Vinícius Oliveira dos Santos, deu palestra em 5 de julho, no evento. Ele viajou em 27 de junho, e segundo informações do Tribunal, "intercalou o seminário com seu período de férias", adiando seu retorno para o dia 16 de julho. Suas passagens custaram R$ 28, 3 mil e dos outros ministros, R$ 13, 8 mil.

O órgão informou que o ato realizado depende de autorização da corte. A assessoria disse que o STM sempre arca com as despesas dos seus servidores quando representação ou em serviço. "Quando o evento coincide com o período de férias coletivas dos magistrados, há a suspensão temporária das mesmas para os ministros participantes", informou.

Notícias | postado por: Mascarenhas

A partida entre Bahia e Corinthians, marcada para ocorrer no dia 21 de setembro, às 21h, sofreu alteração no horário. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 9, no site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Segundo a entidade, a alteração visa respeitar o intervalo dos duelos que a equipe paulista enfrentará, contra a equipe baiana e o Independiente Del Valle, pelo Brasileirão e Copa Sul-Americana, respectivamente. Assim, o confronto entre as equipes teve seu horário atrasado em duas horas, sendo realizado às 19h, no horário de Brasília.

No primeiro turno, o embate entre os dois times ocorreu no dia 28 de abril, na rodada de estreia da Série A. Na ocasião, o Tricolor venceu o clube paulista pelo placar de 3 a 2. Os gols do Esquadrão foram marcados por Artur, Arthur Caike e Rogério. Do lado do Timão, Pedrinho e Clayson descontaram. 

 
 

Notícias | postado por: Mascarenhas

Por ANTONIO MASCARENHAS

Em que pese  a indiferença que campeia no seio dos poderes públicos, na esfera federal, em vários estados e milhares de municípios, no que concerne à imperativa necessidade de preservação ambientaL, fomentada graças a interesses pecuniários,  por parte de fatia substancial de empresários que, na defesa de seus interesses, preterem toda e qualquer ação que traga, no seu bojo, a preservação da natureza, felizmente, a existência, aqui e acolá,  de "oásis de resistência".

E Dom Macedo Costa, na manhã desse domingo, deu uma demonstração cabal sobre como contribuir para a estagnação desse processo de dizimação ao estabelecer como temática no desfile cívico de 7 de setembro, a imperiosa necessidade de preservação do meio ambiente, através de suas alas muito bem organizadas. Alas que, tal qual uma redação, mostraram abertura, desenvolvimento e conclusão, dando asas à reflexão no seio da sociedade de um município de parcas dimensões territoriais, todavia, grandiosas concepções existencialistas. Imagens, Júlio, Antonio e Bruno Mascarenhas. Tvsaj.com.br/ Saj Notícias e Gazzeta do Recôncavo. Confira o VÍDEO. 

 

 

Notícias | postado por: Mascarenhas

A jornalista Jéssica Senra segue colhendo os frutos após comandar o "Jornal Nacional", no último sábado (7), como ação pelas comemorações dos 50 anos do produto da Globo. Ao lado do acreano Ayres Rocha, a baiana ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil pela sua espontaneidade e, por isso, muitas pessoas começaram a apostar que ele sairá do comando do "Bahia Meio Dia" (BMD), da TV Bahia, em breve. 

Inclusive, um dos comentários que vem chamando atenção é o da sua amiga pessoal e também jornalista Rita Batista. "Irretocável! Agora é decidir! Você sabe do que estou falando", escreveu. O recado deu a entender que algo neste sentido estaria sendo planejado. Contudo, em entrevista ao Bahia Notícias, Senra falou que trata-se apenas de uma brincadeira de Rita. "Ela gosta de causar um rebuliço!", disse aos risos. 

Em seguida, reforçou que não recebeu nenhum convite até o momento e que seguirá na construção do novo "BMD", programa que faz há um ano e meio. "Feliz pela repercussão do 'JN', por ter dado orgulho ao meu povo e mostrado ao Brasil todo que tem muita gente talentosa por aqui!", finalizou.  Confira alguns posts de Jéssica celebrando este momento:Bahia Noticias

 

Notícias | postado por: Mascarenhas

As desavenças entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, dividiram os aliados do governo no Congresso em dois grupos. De um lado, os "moristas" querem que o ministro enfrente a interferência de Bolsonaro e, se não conseguir carta branca, entregue o posto. Do outro, "bolsonaristas" minimizam a tensão, defendem em público a manutenção de Moro e pegam carona na popularidade dele, mas não o consideram insubstituível. "O que queremos é governabilidade. Se for preciso, e se houver algum tipo de ação que necessite blindar Moro no Parlamento, faremos isso. Ninguém é insubstituível, mas acredito que isso não passa pela cabeça do ministro", afirmou o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP).

"O presidente tem demonstrado o desejo de ter Moro a seu lado num projeto político de longo prazo. Agora, se chegar outro ministro com trabalho bom, em 60 dias se esquece o outro", disse o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Nos últimos dias, aumentaram no Congresso os rumores de que Moro estaria disposto a abrir mão do cargo, caso Bolsonaro continue a medir forças com ele, como tem feito ao exigir mudanças na Polícia Federal. Mesmo deputados e senadores que não veem esse movimento admitem um processo de "fritura" do titular da Justiça, comandado pelo presidente.

A divisão entre "moristas" e "bolsonaristas" virou disputa por comissões do Congresso. No último dia 28, por exemplo, uma articulação de última hora pôs o senador Zequinha Marinho (PSC-PA) no comando da Comissão Mista Permanente de Mudanças Climáticas, que agora vai focar nos debates relacionados às queimadas na Amazônia. Zequinha é ligado a Bolsonaro. Durante a instalação da comissão, ele defendeu a regularização fundiária na região atingida pelos incêndios. "Não se pense que lá (Amazônia) é apenas um santuário, não. A Amazônia tem mais de 20 milhões de habitantes", afirmou o senador.

Havia um acordo entre líderes de partidos para que o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), próximo a Moro, fosse o presidente da comissão. O Planalto não gostou da indicação. Resultado: o acordo foi quebrado. Para o grupo "morista", o ex-juiz da Lava Jato deve estabelecer condições para permanecer no cargo. Uma delas seria a autonomia para manter quadros técnicos na Polícia Federal e o diretor-geral da corporação, Maurício Valeixo.

Em conversas recentes, Moro foi aconselhado por senadores a impor suas exigências a Bolsonaro, para não perder autoridade. "Você não pode se apequenar" e "Se perder o poder de indicação na Polícia Federal, você está morto", foram frases ditas por parlamentares ao ministro.

"Não vejo motivos para a substituição na PF. O trabalho vem sendo exemplar e está no início. Qualquer alteração não será pelos melhores motivos", disse Alessandro Vieira, que foi diretor-geral da Polícia Civil em Sergipe, entre 2016 e 2017. A ala próxima de Moro também cobra dele uma posição firme em relação às interferências do presidente na Receita Federal e no Coaf. Há entre os "moristas" os que pedem ao ministro para tirar dividendos da crise e pedir demissão "ao vivo", durante entrevista.

Na avaliação desse núcleo, que votou em Bolsonaro, mas se diz decepcionado com ele, o presidente deixou de priorizar o combate à corrupção e as ações de segurança pública - suas principais bandeiras de campanha - ao escantear Moro.

O secretário de Segurança do Distrito Federal, Anderson Gustavo Torres, cotado para substituir Valeixo, virou alvo. "É um absurdo essa fritura em cima do Moro. Está na cara que o presidente acabou não priorizando a segurança pública", comentou Marcio Bittar (MDB-AC). O senador Major Olimpio (PSL-SP) admitiu ser necessária a conciliação entre os grupos, e observou que Moro precisa receber apoio. "Sérgio Moro deve ser tratado com toda distinção pela capacidade e credibilidade que ele tem para o mundo e os brasileiros porque ele só soma ao governo", afirmou o líder do PSL no Senado.Pré-título, aspeado, Tvsaj.Matéria, Tribuna da Bahia. Foto: Reprodução/BBC

Notícias | postado por: Mascarenhas

Três das apostas são da capital baiana e uma Luís Eduardo Magalhães dividiram o prêmio de R$ 99,4 milhões da Lotofácil da Independência. As dezenas foram sorteadas na noite de ontem (6): 02 - 03 - 05 - 06 - 07 - 08 - 09 - 13 - 14 - 16 - 18 - 22 - 23 - 24 - 25.

Além das quatro vencedoras, o prêmio foi dividido por outras 29 apostas, que também marcaram 15 dezenas. Neste caso, cada bilhete ganhador levou R$ 3.014.770,55.

Outros 5.589 apostadores acertaram 14 números e cada um deles ficou com R$ 1.786,85. Mais de 200 mil pessoas que acertaram 13 números vão ganhar R$ 20.  Na Lotofácil, também é premiado quem acerta 12 e 11 números, com prêmios fixos de R$ 8 e R$ 4, respectivamente.

Notícias | postado por: Mascarenhas

Secretário estadual de Educação (SEC), Jerônimo Rodrigues acredita que a proposta de escolas culturais, modelo do governo do Estado, é o que será aplicado, contrapondo as escolas cívico-militares do governo federal. 

"Se estamos tratando de disciplina e insegurança, temos a proposta de ecolas culturais, com o dia inteiro com prática de esporte, cultura, é esse o modelo da gente. É nesse aspecto, em tempo integral na ocupação do estudante. Não temos intenção em ampliar (escolas cívico-militares), até porque não temos pessoas suficientes na Polícia Militar para fazer isso", analisou o secretário ao Bahia Notícias. 

Jerônimo disse que houve um convite para apresentar as escolas cívico-militares e contar a experiência com esse tipo de escola. "São mais municipais, são poucas, não temos inserção sobre isso. É uma agenda municipal, onde os reservistas participam da gestão, não temos influência", comentou. 

"A demanda é mais das famílias que dos estudantes, que se sentem seguras e entendem que o modelo disciplinar ajuda na conduta. Não tenho um estudo da aceitação dos estudantes, é forte por parte das famílias. E por parte de professores também há resistência (às regras rígidas) pela roupa e corte de cabelo, a tatuagem, isso enfrenta a liberdade. Hoje em dia na PM tem gente que tem, precisamos aprofundar esse tema", concluiu.Bahia Noticias

Notícias | postado por: Mascarenhas

 A cúpula da Polícia Federal (PF) está convencida de que não é o verdadeiro alvo do presidente Jair Bolsonaro, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, da Folha. Para eles, o presidente mira o ministro da Justiça, Sergio Moro. Alguns dos mais respeitados integrantes do órgão já avaliam que Moro está sendo humilhado pelo presidente.

O ministro não estaria sequer conseguindo emplacar um nome de sua confiança no lugar do diretor-geral, Maurício Valeixo.Policiais próximos a Moro avaliam que o ex-juiz deveria reagir rápido para poder sair do governo com pelo menos “algum crédito”, nas palavras de um deles. 

“Moro vai esperar dois anos e a troca de 50 diretores-gerais da PF para gritar?”, questionou um dos delegados mais influentes da corporação.Ontem (4) Moro silenciou diante de repórteres quando foi questionado se pretendia dispensar Valeixo. Em menos de três minutos, ele finalizou a entrevista, alegando ter outros compromissos. Metro 1.

Notícias | postado por: Mascarenhas

O deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante) surpreendeu o mundo político ao parecer em primeiro lugar na pesquisa de intenção de voto do Instituto Paraná/Bahia Notícias para a prefeitura de Salvador. E, para isso, já está "causando" na Câmara Federal com projetos de teor controverso em seu primeiro mandato. As matérias protocoladas tratam de religiosidade e questões de gênero, entre outros temas. Propostas que, aliás, são semelhantes às que foram defendidas pelo hoje presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), durante quase três décadas de parlamento. Nesta semana, o parlamentar apresentou na Câmara Federal um projeto de lei nº 4773/2019 que visa proibir "crianças e adolescentes em danças eróticas, com ou sem letras musicais pejorativas, com duplo sentido, que estimule, incentive ou faça apologia à sexualização precoce no âmbito de escolas públicas ou privadas, em programas de TV ou quaisquer outros ambientes públicos". O deputado coloca como exemplo de músicas que devem ser banidas o hit "Rala a tcheca no chão", do Black Style.

 

O evangélico também quer instituir o "Dia Nacional do Orgulho Heterossexual", a ser comemorado anualmente no terceiro domingo de dezembro (PL 925/2019). "A presente proposta visa resguardar direitos e garantias aos heterossexuais de se manifestarem e terem a prerrogativa de se orgulharem da sua biologia, natural e Deista e não serem discriminados por isso", descreve na justificativa. Ele também apresentou a PL 1239/2019, que visa proibir a "aplicação de recursos públicos" no que ele chama de "ações de difusão, incentivo e valoração da ideologia de gênero". 

O parlamentar também quer declarar o evento "Marcha Para Jesus" bem Imaterial e Cultural da Nação Brasileira e autoriza a destinação de recursos públicos das esferas Municipal, Estadual, Distrital e Federal para apoio na realização do evento. Na justificativa, ele descreve que o evento "levou 3 milhões de pessoas às ruas para louvar, reconhecer e consagrar o Senhor dos Exércitos – JESUS - como único e suficiente Salvador do mundo."

Isidório também quer proibir o uso o nome e/ou título "BÍBLIA" ou "BÍBLIA SAGRADA" em qualquer publicação impressa e/ou eletrônica com conteúdo (livros, capítulos e versículos) "diferente do já consagrado há milênios pelas diversas religiões Cristãs (Católicas, Evangélicas e outras que se orientam por este Livro - Bíblia)". O deputado justifica o projeto, entre outras coisas, com base na publicação uma "bíblia gay", que segundo ele "pretende tirar as referências que condenam o homossexualismo". O parlamentar não foi encontrado para comentar os projetos.Tribuna

Notícias | postado por: Mascarenhas

 

O Vitória conseguiu um excelente resultado na noite desta terça-feira, 27, ao arrancar um empate com o Coritiba em 1 a 1, no estádio Couto Pereira. A igualdade foi celebrada pelo Rubrio-Negro, pois o time da casa pressionou durante todo o jogo. Os comandados de Carlos Amadeu, que segue invicto no Leão, mostraram muita raça para garantir o pontinho precioso.

A partida começou com o Vitória atuando com as linhas mais avançadas, dificultando a saída de bola do Coritiba. Ainda assim, o time da casa aproveitou as brechas deixadas pela defesa do Rubro-Negro e conseguiu criar diversas chances. Aos 10 minutos, Wellisol cruzou para a área, Van se atrapalhou no domínio e sobrou limpa para Rafinha que finalizou para fora.

Os lampejos do Leão na primeira etapa não eram o suficiente para assustar o Coxa, que, aos 24 minutos, chegou a balançar as redes. Após cobrança de escanteio, a bola tocou em Van e sobrou para Willian Matheus completar para o fundo das redes, mas a bandeirinha já havia assinalado impedimento.

Nesses momentos de rápida criação, o Vitória chegou próximo ao gol apenas uma vez na primeira etapa. Aos 36, Caicedo fez boa jogada pela direita e rolou para Chiquinho que dominou e bateu em cima da defesa do Coxa. A resposta logo em seguida. Três minutos depois, Alano cobrou falta próximo da linha lateral rente ao gol de Martin Rodríguez, mas o zagueiro Everton Sena desviou a trajetória da bola e enganou o arqueiro do Vitória. O juiz assinalou gol do meia do Coxa: 1 a 0.

Se o gol já não fosse ruim o suficiente, o goleiro do Leão ainda sofreu um corte profundo no joelho e precisou ser substituído por Ronaldo. Na tentativa de permanecer em campo, Martin ainda viu, aos 43, Matheus Sales colocar uma bola no travessão em lance onde ele não conseguiu nem sequer pular para defender. Assim, o torcedor Rubro-Negro foi para o intervalo preocupado.

Na segunda etapa, o nome de Ronaldo começou a brilhar logo de cara. Nos primeiros cinco minutos, duas defesas providenciais do goleiro do Vitória. Porém, aos 10 minutos, uma subida de Lucas Cândido seguida de uma finalização de fora da área parecia um presságio do que vinha pela frente. Dez minutos depois, em lance muito parecido, o volante Rubro-Negro realizou a mesma jogada mas, dessa vez, a bola desviou na defesa do Coxa e morreu no fundo das redes de Muralha.

Com o gol, a situação se inverteu. O Leão se fechou na defesa, enquanto o Coxa buscava lampejos para tentar fazer valer o fator casa. Aos 35 minutos, após bola cruzada na área, Nathan pegou a sobra e encheu o pé na direção da trave do Rubro-Negro. Amadeu ainda tentou deixar o time mais ofensivo, colocando o jovem atacante Eron, mas sua entrada em campo foi ofuscada pela falta de criação do setor de meio-campo. Assim, as duas equipes viram Pablo Ramon Pinheiro erguer os braços com o placar igual no Couto Pereira.A Tarde

Notícias | postado por: Mascarenhas

 

Os motoristas que comprarem um carro usado não precisam mais trocar a placa cinza pela identificação veicular Mercosul, onde o novo modelo já está implantado, como é o caso da Bahia.

Entrou em vigor ontem (27), a resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) 780/2019, que estabelece novas regras para o emplacamento.

A placa Mercosul deixa de ser obrigatória nos casos de transferência de propriedade do veículo. No entanto, continua exigida para os veículos zero quilômetro, para os transferidos de estado ou município, na mudança de categoria e placas cinzas danificadas ou furtadas. 

Também houve alteração na padronagem da placa Mercosul, que perdeu a pintura reflexiva e as ondas sinuosas, com a manutenção das quatro letras e três números, código bidimensional (QR-Code), marca d'água, bandeira do Brasil e emblema do bloco econômico.

Mesmo com a mudança, as placas já instaladas não precisam ser trocadas. Com a resolução, os fabricantes da matéria-prima devem estar credenciados ao Denatran. Já a regulamentação dos estampadores ficou sob a responsabilidade dos Detrans.

O Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) informou, em nota, que participou das discussões no Denatran, que resultaram na flexibilização da legislação. 

"As pessoas reclamavam muito da exigência da nova placa, na hora de comprar um carro usado, o que aumentava o custo. A insatisfação popular contribuiu para que a mudança acontecesse, medida que contou com o nosso apoio", disse o diretor-geral do Detran-BA, Rodrigo Pimentel.

Notícias | postado por: Mascarenhas

Para a maioria dos brasileiros, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é ruim ou péssimo. Essa é a opinião de 39,5% das 2.002 pessoas entrevistas pelo Instituto MDA, de 22 a 25 de agosto deste ano. O levantamento, feito em parceria com a CNT, aponta que 29,4% consideram o governo ótimo ou bom e 29,1% classificam como regular. Outros 2% não souberam opinar ou não responderam. 

Em um comparativo com a pesquisa anterior, encomendada pela CNT em fevereiro, é possível ver como a avaliação do governo se inverteu. Na época, 38,9% avaliavam a gestão como ótima ou boa enquanto 19% a avaliavam como ruim ou péssima. Metro 1

Notícias | postado por: Mascarenhas


A mobilização em torno da Amazônia tem rendido, mais uma vez, tensão nos círculos sociais brasileiros. Enquanto uma parcela acredita em dados divulgados por órgãos de pesquisa, outros fazem questão de descredibilizar qualquer tentativa de apontar o risco a que a maior floresta tropical do mundo está exposta. Nesse meio tempo, milhares de metros quadrados seguem sendo devastados – com velocidade maior do que o “normal” – e o tema passou a ser pauta internacional, gerando inclusive um debate sobre intervenção na área. E foi que aí que o bombardeio de informações contraditórias e falsas dominou as redes sociais. 

Tudo bem que atacar o mensageiro já se tornou uma rotina no Brasil. Ao invés de questionar o conteúdo da mensagem, é comum que aquele que a transmite passe a ser atacado. O problema, no entanto, é maior que esse. A batalha narrativa é o que preocupa. Não dá para fingir que a Amazônia não está em acelerado processo de deterioração. Tapar o sol com a peneira não resolve e atacar quem critica isso é tentar ludibriar o leitor, o ouvinte ou quem quer que seja. 

Até poucos dias atrás, a discussão estava quase restrita a brasileiros interessados no tema. A demissão do diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Ricardo Galvão, foi o que expôs a situação para o mundo. O INPE vem monitorando a área amazônica há décadas. E Galvão acabou punido por fazer um alerta sobre a periclitante situação recente da floresta. Isso, não necessariamente, imputa a responsabilidade à atual administração federal. Outras gestões também não colocaram a Amazônia como prioridade e, “muito a muito”, o “pulmão do mundo” foi sendo devastado. Quem perde não é o governo, é o futuro do país. E do planeta. 

Foi o presidente da França, Emmanuel Macron, quem trouxe o debate para líderes políticos internacionais – isso depois da Alemanha e da Noruega cancelarem as doações para o fundo de preservação da Amazônia. O dirigente pediu que o G7, grupo das nações mais ricas do mundo, tomasse ações urgentes para defender a floresta. Enquanto isso, lideranças brasileiras passaram a desqualificar Macron e apontar que não cabe ao mundo manifestar preocupação. 

Dentro da lógica de um nacionalismo barato, até faz sentido essa postura. Porém não é momento para essa posição. Independente da legitimidade para outros países quererem uma reação, a discussão sobre a forma como o Brasil gere a Amazônia é urgente. Ali, o patrimônio natural e cultural é muito mais importante do que qualquer valor monetário. Infelizmente, não é assim que muitos brasileiros insistem em pensar. E, no afã de parecerem equilibrados, se aproveitam de minimalismos para ironizar quem pensa de maneira distinta. 

Rir de uma publicação em que uma mulher desenhou uma girafa com a legenda “Pray for Amazônia” não ajuda em nada no debate. No máximo credencia um atestado de que preferimos viver em um circo ao invés de discutir se a floresta amazônica precisa de atenção. E isso não é uma questão de governo. É uma questão de nação. Este texto integra o comentário desta segunda-feira (26) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Clube FM, Líder FM e RB FM.Bahia Noticias

Notícias | postado por: Mascarenhas

O governo da Alemanha repassou ao Brasil em 2017 US$ 268 milhões (o equivalente a cerca de R$ 1,1 bilhão pela cotação atual) para aplicação em projetos de proteção ambiental, segundo informação fornecida pelo Ministério das Relações Exteriores a pedido do G1.
Esse montante equivale a quase quatro vezes o orçamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para despesas não obrigatórias em 2019 (R$ 286,7 milhões, valor que já considera o corte orçamentário anunciado pelo governo).
Entre as despesas consideradas não obrigatórias estão desde contas de água e luz até o financiamento de ações de combate ao desmatamento e às queimadas.
Se comparado ao orçamento global autorizado para o Ibama em 2019 (R$ 1,7 bilhão), que inclui despesas obrigatórias, como salário dos servidores, a soma dos repasses da Alemanha em 2017 equivale a 65%. Em 2017, a despesa total do Ibama foi de R$ 1,4 bilhão.
O G1 pediu ao Itamaraty os valores repassados em 2018, mas, de acordo com o ministério, os dados do ano passado ainda não foram consolidados. A reportagem também procurou o Ministério do Meio Ambiente, mas não obteve resposta. Bolsonaro diz que Brasil não precisa de dinheiro da Alemanha 



Notícias | postado por: Mascarenhas

 

 

A Doença de Alzheimer consiste na perda gradual da memória e acomete, em geral, pessoas em fases mais avançadas da vida, com 70 ou 80 anos, por exemplo. Quando a enfermidade progride, compromete também a cognição e as funções motoras, nesse momento o portador da patologia necessita de cuidados mais próximos, tanto da família quanto de um profissional competente. A fim de capacitar cuidadores de pessoas com Alzheimer, a Núcleo de Neurologia da Bahia (NNB) promove, dia 31 de agosto, gratuitamente, o 2º Encontro para Cuidadores de Portadores de Alzheimer, no Auditório do Empresarial Centenário, das 8h às 12h. As vagas são limitadas e a inscrição deve ser feita pelo e-mail administracao@nnbahia.com.br ou pelos telefones (71) 99723-0945 e (71) 3203-3501.

Nesta edição, o curso vai ser oferecido por Carla Menezes, mestra em Neurociências, Medicina e Saúde pela Universidade Federal da Bahia, além de psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e enfermeiros. De acordo com a médica Carla, a capacitação é direcionada a cuidadores técnicos e não técnicos. “Os profissionais técnicos são pessoas, geralmente, em formação em enfermagem e outras áreas paramédicas. Os cuidadores não-técnicos são familiares, não necessariamente da área de saúde, que acabam sendo instituídos como tal, diante da necessidade”, ressalta a médica.

Para a médica da Núcleo de Neurologia da Bahia, a informação e a criação de uma rede de apoio para pessoas que convivam diariamente com a doença são importantes para que os cuidados sejam potencializados e estratégias de melhor abordagem ao paciente possam ser traçadas, de acordo com a necessidade de cada um. “Sintomas muito difíceis de serem compreendidos, principalmente, aqueles que são psiquiátricos e com grave alteração de memória, podem comprometer a autonomia desse indivíduo”, reforça Carla Menezes

Notícias | postado por: Mascarenhas

Se as eleições para presidente do Brasil de 2022 fossem hoje, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), sairia na frente de Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pelo Palácio do Planalto. Pelo menos entre o eleitorado baiano. 

Uma nova pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas, em parceria com o Bahia Notícias divulgada nesta sexta-feira (22), testou a intenção de votos do governador baiano em um cenário estimulado de 2022, em que são citados os candidatos aos entrevistados.  

Como candidato ao Planalto, Rui teria o eleitorado baiano neste momento 32% dos votos contra 21,8% de Bolsonaro, que acabaria na segunda colocação. O cenário também testou Ciro Gomes (PDT), que terminou na terceira colocação com 18,6%, o governador de São Paulo João Dória (PSDB), que aparece na quarta colocação com 4,1%, e João Amoedo (Novo), com 3,5%. Candidato pelo PSOL em 2018, Guilherme Boulos ficou na última colocação neste cenário com 1,7%. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

O Vitória recebeu o time do América-MG na noite de hoje (21) e acabou empatando sem gols a partida pela 17ª rodada da Série B do Brasileirão. O confronto foi realizado no estádio Manoel Barradas, o Barradão. Depois de dois resultados positivos, o rubro-negro enfrentou o time mineiro diante da torcida, mas acabou não fazendo um bom jogo. Pressionado e sem conseguir sair para o ataque, o Leão passou o primeiro tempo se defendendo e tentando sair em jogadas pelo meio, mas sem efetividade.

Diante da fraca atuação, o técnico Carlos Amadeu promoveu mudanças e colocou o equatoriano Jordy Caicedo no jogo. A entrada do atacante surtiu efeito e foi dele a melhor chance de gol na segunda etapa, mas o atleta acabou furando o rebote dado pelo goleiro Jori. O Vitória ainda jogou em vantagem por uma metade do segundo tempo após a expulsão do volante Zé Ricardo.

Mesmo assim, a mudança não surtiu efeito e a partida acabou empatada em 0 a 0. O resultado deixou o Leão em 14º, mesma pontuação do Oeste, primeiro time na zona de rebaixamento, mas com vantagem no número de vitórias. Na rodada seguinte, o Vitória joga novamente em casa, desta vez contra o Operário-PR, no Barradão, às 16h30. Foto : Estevão Germano/AméricaMetro 1

Notícias | postado por: Mascarenhas

Um dos maiores especialistas em direito ambiental, o francês Michel Prieur, da Universidade de Limoges, na França, foi um dos criadores do princípio da não regressão, que, uma vez aceito pela comunidade internacional, proibirá o recuo dos Estados no grau de proteção ambiental já alcançado. Representante de seu país no Conselho Europeu de Direito Ambiental e estudioso de legislações nacionais, entre elas a do Brasil, Prieur é otimista quanto à possibilidade de o governo brasileiro retomar o controle do desmatamento da Amazônia. Alerta, porém, para o fato de que o contínuo desrespeito ao planeta Terra pode configurar uma violação à própria democracia. De passagem por São Paulo, para uma conferência na Pontifícia Universidade Católica (PUC), Prieur deu a seguinte entrevista exclusiva a VEJA.

O que falta para que o princípio de não regressão no direito ambiental seja adotado internacionalmente? Falta dar um caráter formal, torná-lo a base de um tratado internacional, já que o conceito ainda não está inserido nas Constituições. Conseguimos incluir essa obrigação na lei do Equador e já se discute esse tema na França. No documento final da conferência Rio+20, de 2012, há uma menção à não regressão, mas apenas como recomendação de sua adoção. É preciso que seja obrigatório.

Notícias | postado por: Mascarenhas

O governo federal irá criar um novo sistema para concessão de bolsas de mestrado e doutorado, que será anunciado oficialmente no próximo mês, mas algumas das principais mudanças já foram antecipadas à revista Veja pelo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Anderson Correia. O novo sistema levará em consideração o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios onde estão as faculdades, o teor das pesquisas e a nota obtida pelo curso nos últimos anos.

Também terão prioridade as que se encaixam em áreas consideradas estratégicas pelo governo, como cursos de Saúde e Engenharias, e bolsas de doutorado terão preferência em relação às de mestrado. A distribuição será feita por um algoritmo, e cada um dos quatro quesitos terá um peso específico. Segundo Correia, a inclusão do IDH é importante caso seja utilizada como mecanismo para tentar reduzir desigualdades. “Você não pode dar o mesmo tratamento a um curso em São Paulo e outro em Altamira, no Pará”, afirmou ele, lembrando que a Capes tem função de desenvolvimento das regiões. Foto : José Cruz/Agência Brasil. Metro 1

Notícias | postado por: Mascarenhas

Em meio a um cenário de retração econômica, o setor de franquias dribla as dificuldades e registra na Bahia um crescimento de 9% no faturamento no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2018. O índice está acima dos aferidos na região Nordeste, com 8%, e no país, que apresentou alta de 6,4%.

O bom desempenho coloca o estado como "a menina dos olhos" de franqueadores na região, diz o diretor regional da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Leonardo Lamartine. E passa a ser alternativa para quem está sem emprego e tem algum capital para investir nos diversos segmentos.

Dados divulgados pela ABF mostram que, no país, no segundo trimestre, o faturamento no ramo cresceu 5,9%, com incremento de 10% na geração de empregos, se comparado com igual período de 2018. O número de franquias abertas no país supera o de lojas fechadas, com saldo de 2,01%.

A expectativa é a de que a Bahia feche 2019 com aumento de 10% a 11% no faturamento no setor de franquias, acima do índice do Brasil, na faixa de 9% e 10%. O motivo da boa saúde do setor de franchsing, diz Lamartine, está relacionado à queda na taxa Selic que faz com que o dinheiro migre do capital investido em bancos para o setor produtivo, ou seja, investimentos em franquia e outros setores que geram empregos e movimentam a economia.

Notícias | postado por: Mascarenhas

O Vitória ainda não havia vencido fora de casa nesta Série B. Até encontrar o CRB na tarde deste domingo (18). Em jogo disputado no Rei Pelé, em Maceió (AL), o time rubro-negro superou os donos da casa pelo placar de 1 a 0, com gol marcado por Felipe Gedoz na primeira etapa. 

Com o resultado, o Vitória chegou aos 17 pontos e deixou o Z-4. O time comandado pelo técnico Carlos agora ocupa a 16ª posição. O próximo duelo do Leão é contra o América-MG, quarta-feira (21), às 19h15, no Barradão, válido pela 17ª rodada da Série B. 

O JOGO

A partida começou com as duas equipes se estudando e com postura cautelosa. O CRB tinha a maior posse de bola, mas tinha dificuldades para criar jogadas de perigo. Aos 10, Alisson levantou na área do Vitória, mas a bola passou por todo mundo na frente do gol e saiu pela linha de fundo. 

O Vitória não conseguia arrematar para o gol. Já o CRB deixou a desejar nas finalizações na primeira etapa. Aos 40, Wesley acionou Jordy Caicedo, que acabou derrubado por Vinicius. O árbitro não teve dúvidas e assinalou pênalti. Felipe Gedoz cobrou com perfeição e abriu o placar no Rei Pelé. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

No começo dos anos 2000, a carioca Wanda Grandi trabalhou como assistente de palco do "Caldeirão do Huck", foi atriz de novela (ela atuou em "Sete pecados"), apresentadora nos canais Premiere e Combate. O tempo passou e, hoje, aos 30 anos, a jornalista está morando em Miami e à frente do instituto Sete Vidas, criado por ela há dois anos. "Sempre fiz trabalho voluntário por causa da minha avó. Nessa temporada em Miami, venho atuando a distância em ações sazonais no Jardim Gramacho, numa região específica chamada Quatro Rodas", conta Wanda, que está no Brasil. "Agora estou atrás de cestas básicas e material escolar. Também tenho planos de construir uma creche para os moradores e desenvolver com eles uma horta. Quero empoderar aquelas pessoas", emenda Wandinha.

Notícias | postado por: Mascarenhas

O ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega, Ola Elvestuen, anunciou hoje (15) a suspensão dos repasses de 300 milhões de coroas norueguesas (cerca de R$ 133 milhões) para medidas de combate ao desmatamento da Amazônia. 

A Noruega colabora com a proteção da floresta amazônica há 10 anos. No período, cerca de R$ 3,69 bilhões foram doados pelo país nórdico para um fundo brasileiro que busca diminuir o desflorestamento.

A Noruega é o principal doador do Fundo Amazônia, seguido pela Alemanha, que nos últimos dias também suspendeu o repasse. OS bloqueios começaram deois que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, criticou a destinação dos recursos. O governo queria usar parte do valor para indenizar ruralistas que tiveram terras desapropriadas em unidades de conservação, medida não aprovada pelos europeus.Pré-título, aspeado, Tvsaj. Foto, Nasa. Matéria, Metro 1. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

Lucy Alves se encantou com as belezas naturais de Fernando de Noronha (PE). A atriz e cantora publicou no Instagram nesta quinta-feira (15) uma foto em que aprecia um cenário paradisíaco do arquipélago. "Noronhe-se! Voltamos até mais feliz depois de uns dias num paraíso desse…", escreveu ela na legenda da imagem. Os seguidores da artista a encheram de elogios. "Que fotão!", postou uma internauta. "Linda foto! E que corpão hein! Arrasou!", opinou outra fã. "Uau! A natureza e a natureza!", elogiou uma terceira seguidora.Fotos Instagran.G1

Notícias | postado por: Mascarenhas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) determinou nesta quinta-feira, 15, que “todos os gestores e servidores” suspendam o uso e recolham “equipamentos medidores de velocidade estáticos, móveis e portáteis”.

Em nota encaminhada à imprensa, a PRF informa que a determinação vale até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas.

A determinação ocorre no mesmo dia em que um despacho do presidente Jair Bolsonaro, com o mesmo teor, foi publicado no Diário Oficial da União.

Conforme o comunicado da PRF, estão revogados atos administrativos sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais. Os policiais rodoviários também deverão rever normas internas sobre a atividade de fiscalização de trânsito quando a cargo da PRF.

A direção da PRF pede que sejam “adotadas as providências para a proposição de nova regulamentação” a cargo do Ministério da Infraestrutura.

Notícias | postado por: Mascarenhas

Randolfe Rodrigues diz que, ao anunciar a MP, Bolsonaro indicou que a medida é uma retaliação à imprensa, que tem publicado críticas ao governo. A Rede Sustentabilidade foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a Medida Provisória 892/2019, assinada na última semana pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para desobrigar as empresas de capital aberto a publicarem seus balanços em jornais impressos. O partido entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), com pedido de medida cautelar, solicitando que a medida seja declarada inconstitucional e tenha seus efeitos suspensos pela Suprema Corte. "Existem notórios desvios de finalidade na edição da MP, que não compreende os requisitos de urgência e prioridade, além de versar sobre assunto já debatido em legislação aprovada no Congresso Nacional", explicou o líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Isso porque a medida provisória anula parte da Lei 13.818, que foi aprovada no início do ano pela Câmara e pelo Senado e estende até 2022 a publicação dos balanços empresariais em jornais.Foto reprodução. Tribuna da Bahia. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

Perto de completar 49 anos, no fim deste mês, Alessandra Negrini esbanja beleza e sensualidade no ensaio para a revista "Joyce Pascowitch". Numa das imagens, a atriz surge de lingerie e cinta-liga.

Com o passar do tempo, Alessandra diz que ganhou alguns aprendizados, como deixar de se cobrar tanto: "Não sei o que é maturidade, na real. Acho que eu era mais tensa. Hoje, deixo a vida me levar um pouco mais. Isso é bom…”.Globo - Extra. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

A jornalista Sandra Annenberg deixará a bancada do "Jornal Hoje" para comandar o "Globo Repórter" ao lado de Glória Maria. A decisão da emissora aconteceu após demissão de Dony De Nuccio (veja aqui). 

De acordo com o UOL, dessa forma, Sérgio Chapelin se aposentará e Maju - que atualmente cobre férias no "Fantástico" - irá para o telejornal vespertino. "Faço aniversário amanhã, mas o presente veio hoje. Que honra e que grande responsabilidade apresentar um telejornal brilhantemente comandado pela competente e querida do público e dos colegas, Sandra Annenberg", comemorou a nova apresentadora. 

Em comunicado, o diretor de jornalismo da Globo, Ali Kamel, elogiou Sandra e Maju e falou sobre o desafio de encontrar alguém à altura para o lugar de Chapelin: "Como substituir alguém como Sérgio Chapelin? Com duas das mais completas e consagradas jornalistas da televisão brasileira, Glória Maria e Sandra Annenberg. Conversei com elas e fiquei imensamente feliz ao perceber o entusiasmo delas diante do novo desafio, tanto Sandra como Glória", vibrou. Bahia Noticias

Notícias | postado por: Mascarenhas

Por ANTONIO MASCARENHAS

O auditório da UNEB, em Santo Antonio de Jesus, foi o local escolhido pelo SESC  para a realização de um bate papo entre mulheres, mediado por Ionara Peixoto (ex-conselheira tutelar, integrante do Conselho da Mulher e residente na comunidade do Sapucaia), num evento que contou com particpação das escritoras ALINE PRÚCOLI (ES) e BRUNA MITRANO (RJ). Elas que, através do SESC, vem realizando um trabalho literário que tem por pano de fundo a necessidade de trazer à baila a necessidade do exercício de cidadania por parte de mulheres que, de alguma forma, sofram violências no dia a dia. Dentre as participantes, Carla Quadros (do SESC local) e Ivana Patrícia (ex-conselheira tutelar, integrante da Secretaria de Agricultura e Abastecimento Municipal e do Conselho da Mulher). 

Além de versarem sobre a temática em apreço, as escritoras interagiram com as personalidades presentes e, ao final do evento, apresentaram algumas de suas criações literárias. Aline apresentou  as publicações "Postulâncias", "Temporária" e ", enquanto Bruna, o livro "Não". Regozijadas em sua passagem aqui por Santo Antonio de Jesus, elas autografaram exemplares que foram adquiridos por participantes do evento. Fotos, Antonio Mascarenhas (www.tvsaj.com.br. Veja mais através do link FOTOS,no topo do site. 

 

 

Notícias | postado por: Mascarenhas

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou uma rede social nesta quarta-feira (7) para fazer novos comentários sobre a MP (medida provisória) que liberou as empresas de capital aberto para publicarem balanços apenas em site eletrônico e não mais em jornais, como previa a regra anterior, fixada em 1976.

Em declarações durante eventos nesta terça-feira (6), o presidente havia dito que a mudança de regra era uma resposta ao tratamento que recebeu da imprensa durante a campanha eleitoral. Ao retomar o tema em sua conta do Facebook nesta quarta, disse que a medida é também uma resposta às críticas da imprensa sobre o desmatamento no país. 

"Os balancetes das empresas agora poderão ser publicados em sites, dispensando os jornais. Menos papéis, menos desmatamento", escreveu o presidente em sua conta no Facebook.

Ainda segundo Bolsonaro, a não exigência de tal publicação daria também menos lucro aos jornais.

Ao longo da manhã, a postagem recebeu mais de mil comentários, com elogios e críticas. Um deles questionou os argumentos do presidente em relação a postura da imprensa durante a campanha eleitoral.

"Você se elegeu usando a imprensa, quem noticia as publicações do presidente usando as suas publicações das redes sociais? A imprensa! Ele espalhou através dela boas notícias, e a gente acreditou, geralmente, quem cospe no prato que come sempre acaba morrendo de fome, a história do Brasil demonstra isso", escreveu Michel Rodrigues.

Em resposta a Rodrigues, Bolsonaro escreveu: "Michel Rodrigues, parabéns, você acaba de ganhar por 20 anos uma assinatura da Folha de São Paulo."

A MP 892, que trata da mudança de publicação de balanços de empresas, foi publicada nesta terça no DOU (Diário Oficial da União), e o trecho alterado está no artigo 289.

A nova redação estabelece a publicação apenas em meio eletrônico pela internet.

Diz o texto: "As publicações ordenadas por esta lei serão feitas nos sítios eletrônicos da Comissão de Valores Mobiliários e da entidade administradora do mercado em que os valores mobiliários da companhia estiverem admitidas à negociação".

A redação anterior desse artigo e de seus dois parágrafos, que foram suprimidos pela MP, previa a publicação em órgão oficial da União, estado ou Distrito Federal, conforme localização da sede da companha, ou em jornal que circulasse na cidade onde estivesse a sede da empresa.Pré-título, Tvsaj.com.br. Matéria, Bahia Noticias. 

Notícias | postado por: Mascarenhas

A Polícia Civil de São Paulo identificou o mentor intelectual do roubo no aeroporto de Guarulhos no último dia 25. Ele teve a prisão preventiva decretada, mas ainda está foragido.

Além dos 718,9kg de ouro, a polícia também divulgou que há mais ouro e objetos valiosos que foram roubados na mesma ação. “São mais 51 quilos que pertencem a outras empresas. Além desses 51 quilos de ouro, nós temos 15 quilos de pedras preciosas - esmeraldas brutas - e também 1,650 quilos de relógios e um colar da Louis Vuitton, que estava sendo encaminhado para a própria Louis Vuitton na Europa, que eram peças que totalizavam cerca de R$ 90 mil”, disse o delegado da 5ª Delegacia Patrimônio, Pedro Ivo Corrêa.Metro 1

Notícias | postado por: Mascarenhas

 
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse hoje (5), após participar do Congresso Brasileiro do Agronegócio, que a liberação de agrotóxicos não coloca em risco a saúde dos consumidores, nem o meio ambiente. De acordo com ela, a liberação de registro para os novos produtos no Brasil foi acelerada, mas as exigências continuam as mesmas.

Tereza Cristina também informou que os pesticidas e herbicidas usados no Brasil também são usados em outras partes do mundo e que, na verdade, há uma má compreensão sobre o assunto. “É inadmissível que o agronegócio brasileiro tenha tido nessa última semana um bombardeio pela mídia nacional, querendo colocar desinformação aos brasileiros, falando sobre o alimento inseguro, o que não é verdade”, relatou.

O tema do desmatamento precisa de ações focadas na comunicação, de acordo com a ministra, que reprovou as reportagens publicadas sobre o desmatamento no país. “Ninguém é mais sustentável do que o Brasil”, completou.Pré-título aspeado e aspeamento no título original, Tvsaj.com.br. Foto : Marcello Casal Jr/Agência Brasil. Matéria Metro 1. 


Enquete


PodCast