Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Apesar de todo um retrocesso a partir da Lava Jato, Estaleiro voltará a funcionar e a gestão Vera da Saúde arregaçou, literalmente, as mangas: MARAGOJIPE

Por ANTONIO MASCARENHAS

O município de Maragojipe, situado no recôncavo baiano, tem no seu relevo e nas curvas que delineiam o Rio Paraguaçu, os elementos que, por si só suscitam poesias que se enriquecem com as histórias que cercam sua gente. Um dos municípios mais importantes da Bahia, desde a época do Brasil-Colônia e que tem seu nome inserido na historicidade do Estado, no que concerne à luta pela independência. 

Não poderíamos falar de Maragojipe sem fazerrmos, também, uma referência a todo um legado cultural que emerge do seio da população e que se posterga ao longo do tempo: o carnaval de máscaras que faz parte de fantasias e que gera emprego e renda aos artesãos, contribuindo para a atração de milhares de turistas de diversos rincões do país e, até do exterior. A exemplo do que aconteceu recentemete, com apoio da Secretaria de Cultura, sob a égide de seu titular, Chiquinho, na gestão municipal Vera da Saúde.

EUFORIA GERADA PELA CONTRUÇÃO DO ESTALEIRO DE PARAGUAÇU

A construção do Estaleiro de Paraguaçu, na Enseada de São Roque, gerou milhares de empregos, seja para munícipes de Maragojipe, seja para operários de outros municípios. Por conta de todo um trabalho desenvolvido em torno da construção do Estaleiro de Paraguaçu, diversos segmentos da sociedade, seja na sede do município, seja em São Roque e Salinas da Margarida (município vizinho) efetuaram investimentos na certeza de que houvesse retorno financeiro. Nessa perspectiva, construção de hoteis e pousadas (equipados), bem como investimentos em estabelecimentos comerciais. A perspectiva,portanto, era, de fato, animadora. 

SEQUELAS DEIXADAS PELA LAVAJATO

Com a deflagação da Operação Lava Jato e o envolvimento de empreteiras, as obras foram paralizadas em 2013, gerando demissões em massa e, com isso, proporcionando prejuízos incalculáveis àqueles que tanto investiram, à luz da expectativa acerca desse grande empreendimento. Toda uma estrutura e plataformas abandonados acabou ensejando todo um prejuízo aos investidores da esfera privada, a exemplo de posto de gasolina, etc. 

AUDIÊNCIA PÚBLICA EM PROL DO RETORNO DO CARTÓRIO ELEITORAL E OBRAS NO ESTALEIRO

Realizada, recentemente, por iniciativa da Câmara de Vereadores, gestão Luizinho, com participação de entidades como Prefeitura Municipal, Ministério Público, Judiciário, polícias militar e civil, OAB, associações, etc, uma audiência pública que teve por escopo esforço conjunto para que esses intentos sejam materializados. Reflexo dessa mobilização, já foi anunciado o reinicio das obras e posterior entrada em funcionamento de todo o complexo do estaleiro.

Foi de vital importância a participação da Prefeitura e Câmara de Vereadores para que as obras sejam reiniciadas. A proposição da redução da alíquota do ISS à Câmara, por parte do Estaleiro, foi aceita e com isso, as coisas ficaram facilitadas. O Estaleiro terá condições de participar de novos contratos com maior capacidade de negociação e, com isso, estar em condições de gerar mais emprego e renda. 

ESTRADAS DE ACESSO

A atual administração municpal de Maragojipe, em que pese todo esse retrocesso causado pela paralização do Estaleiro, não ficou de "braços cruzados". Longe disso. Na certeza de que com as estradas em perfeitas condições de trafegabilidade (seja de São Félix a Maragojipe, seja de Maragojipe à BA-001-Nazaré) contribuiriam para essa sinalização, a atual administração lutou e conseguiu revitalização junto ao governador Rui Costa. Paralelo à redução da alíquota do ISS, todas as condições estão sendo oferecidas para que o Estaleiro volte a operar de forma satisfatória.  

INFRAESTRUTURA: ESCOLAS, UNIDADES DE SAÚDE, DESPORTO

Em que pese todo um colapso geraldo com a paralização das obras do estaleiro, Maragojipe não poderia parar para lamentações. Ao contrário, a atual gestão, sob o comando de Vera da Saúde, com apoio dos deputados João Bacelar "Jonga" (federal)  e Alan Castro (estadual), detentores em Maragojipe, na última eleição, dos melhores desempenhos deles nas urnas, nos municípos em que foram votados, tem dado passos significativos para melhorias na educação, saúde, desporto.

Escolas padão FNDE totalmente equipadas, entregues nas comunidades de Campinas (Guapira) e Capanema (Gauí), além de outras unidades escolares revitalizadas, com ampliações e equipamentos novos, kits escolarares para todos alunos (a exemplo da que foi entregue recentemente em São Roque do Paraguaçu, bem próximo ao Esteleiro), bem como quadras poliesportivas, importantes para que jovens, após as aulas, possam estar trabalhando condicionamento físico e, por extensão, ficarem distantes de eventuais descaminhos. 

Postos de saúde totalmente equipados com aparelhos odontológicos, medicamentos, veículos novos (ambulâncias, etc) e atendimento de excelência por parte dos profissionais envolvidos. Município que, logo logo  receberá o Hospital (em plena construção) para atender à demanda reinante. Como não bastasse, dispêndios vêm sendo feitos com o encaminhamento de pacientes para a Policlínica em Santo Antonio de Jesus.

CHAMA ATENÇÃO

Chama bastante a atenção o fato de a atual gestão efetuar grandes construções em locais que, aparentemente, não detém  densidade populacional, a exemplo de Guapira e  Capanema.Mas, em torno o entorno, centenas de alunos migram para essas unidades, conduzidos por ônibus escolares conservadíssimos, por estradas, inclusive as vicinais, em perfeita trafegabilidade. Esse olhar construtivista da atual gestão deveria ser copiado por milhares de municípios de  todo o país.A formação de mão de obra é uma necessidade. 

Mas o que vislumbramos, diante disso tudo? A preocupação da administração municipal em cuidar da formação de jovens que, logo logo, estarão no mercado de trabalho. Quadras poliesportivas entregues na Guapira e Piedade, na zona rural, atendem não apenas os jovens esportistas, mas à toda comunidade, também, para realização de eventos religiosos, culturais, etc. A atual gestão, no momento em que investe, também e de forma maciça na zona rural, está, com isso, fazendo com que produtores sejam fixados em suas propriedades, evitando, assim o êxodo rural e, por consequência, formação de bolsões em bairros periféricos da cidade.

Além dos esforços desenvolvidos pela prefeita Vera da Saúde (foto), tem sido de vital importância o apoio dos vereadores, seja na participação de audiências públicas, seja nas postulações junto ao governo do Estado e em outras instâncias do governo federal para que a economia local seja aquecida. Importante, também, apoio da OAB, polícias militar e civil, maçonaria, sindicatos associações e a população como um todo, no momento em que apoia seus representantes. Fotos, Antonio Mascarenhas (www.tvsaj.com.br)

 

 

 


Categorias

Bahia Curiosidades Economia - Negócios Educação Esporte e lazer Política Recôncavo Saúde Turismo

Enquete


PodCast