Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

PT lança Zé Neto prefeito 2020 e agita política de Feira de Santana

Até o ano passado líder do governo na Assembleia, o agora deputado federal Zé Neto foi lançado sábado pelo PT como pré-candidato a prefeito de Feira de Santana e agitou a política lá.

Fernando Torres (PSD) e Ângelo Almeida (PSB), os aliados feirenses de Otto Alencar e Lídice da Mata, ficaram calados, mas Carlos Geilson, agora no Podemos, cristão-novo na base governista e declarado pretendente à prefeitura, esperneou. No programa de rádio que ele faz, disparou:

– É um projeto individual, carreira solo e egoísta, por isso vai caminhar só.

O outro lado — Depois Zé Neto ligou, Geilson disse que retirava o que disse, noutra entrevista a Dilton Coutinho Zé Neto admitiu que ‘adiante pode afunilar’, tentou botar panos quentes.

Zé Neto já foi candidato quatro vezes. Nas duas últimas foi mal. Em 2012 perdeu para Zé Ronaldo por 66,04% a 18,65% e em 2016, também contra Ronaldo, foi pior: 71,12% contra 15,71%.

Em Feira, tal e qual Salvador, o cenário é embolado. Lá, na banda da oposição ao governo está Colbert Martins (MDB), o prefeito que era o vice de Ronaldo e assumiu o ano passado; Irmão Lázaro, que era do PSC e passou para o PR, da base de Rui, mas corteja o apoio de Ronaldo; e Targino Machado (DEM).

Colbert e Targino dizem que ninguém é candidato de si próprio, Ronaldo está calado. Todos acham cedo para falar nisso, menos Zé Neto.Foto 2, Flickkr, divulgação. Fotos 1 e 3 (Tvsaj.com.br, arquivo). Matéria, Tribuna da Bahia. 


Categorias

Bahia Curiosidades Política

Enquete


PodCast