Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Técnico da seleção feminina, Vadão diz que mulheres são 'difíceis de acalmar' no vestiário

Após convocar a seleção brasileira para disputa da Copa do Mundo feminina (veja aqui), o técnico Vadão concedeu entrevista coletiva na sede da CBF, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Questionado sobre a diferença entre o vestiário masculino e o feminino, o treinador apontou ter maior dificuldade com as mulheres.  

"Tivemos um jogo contra a Argentina que a arbitragem estava nos prejudicando. Quando fomos para o intervalo e entramos no vestiário elas não paravam de falar. E é difícil, porque elas não param mesmo. Quando estamos almoçando, elas ficam na mesa delas em um lado e nós [comissão] em outra mesa, elas conseguem falar todas juntas e ainda conseguem ouvir o que a outra está falando e se comunicar aqui. Entramos no vestiário e estava um alvoroço, todo mundo reclamando da arbitragem. No masculino, tem uma discussão ou outra, mas é raro. As mulheres têm mais. Às vezes é mais difícil de acalmar. Esse tipo de característica você tem que aprender a lidar. Eu achei que sabia lidar, mas quando você mexe com 30 é diferente. Mas na hora do conflito é diferente para acalmar as mulheres, mas a gente vai pegando o jeito", explicou o treinador.  

A competição terá início no dia 7 de junho, e a grande final acontece um mês depois, na França. O Brasil está no Grupo C, ao lado de Jamaica, Austrália e Itália. 

 

Vadão ainda comentou sobre a estreia diante da Jamaica, marcada para o dia 9 de junho em Grenoble. De acordo com o treinador, os jamaicanos não fogem das "características do futebol africano". Vale lembrar que o país está localizado na América do Central. 

 

"Temos a Jamaica, que é surpresa, pois nunca tinha participado, já tínhamos visto vários jogos. É uma equipe que não foge da característica do futebol africano, muita estatura, atacantes altos, que sabem proteger. Pressionada, vai esticar a bola nesta atacante. É uma equipe forte, veloz. E podemos explorar outras coisas que percebemos, distância entre as linhas. Equipe nos moldes africanos", analisou. 


Categorias

Brasil Curiosidades Esporte e lazer Mundo

Enquete


PodCast